ANÁLISE LINGUÍSTICA NO ENSINO MÉDIO

Ensino dialógico da língua portuguesa

Autores

  • Maria de Fátima Furtado Baú Secretaria de Educação de Estado de Goiás

Palavras-chave:

Dialogismo, gêneros do discurso, análise linguística, ensino

Resumo

Esse artigo versa sobre o eixo pedagógico denominado de Análise Linguística e dos desdobramentos desse eixo nos processos (ou nas atividades) de ensino-aprendizagem da língua portuguesa no Ensino Médio. Em nossa discussão, visamos demonstrar a possibilidade de aliar a teoria da Análise Linguística com a prática dialógica desenvolvida em sala de aula. Para tanto, adotamos como eixo metodológico a pesquisa-ação (SANDIN ESTEBAN, 2010; DENZIN E LINCOLN ,2006; SERRANO,1998; BOGDAN E BILKLEN,1982; LÜDKE; ANDRÉ, 1986 E CRESWELL,1998), com intervenções processuais nas aulas a partir do trabalho longitudinal (DODANE,2015) com a novela policial “Nós”, de Salim Miguel (Miguel, 2018). A metodologia e os seus instrumentos fazem parte do projeto   “Os caminhos e descaminhos da escrita” realizado com uma turma da segunda série do Ensino Médio de uma escola pública da região Oeste de Goiânia. Para isso, tomamos como linha teórica o dialogismo de Bakhtin (2013, 2015 e 2017) e seus desdobramentos nas atuais pesquisas na área de linguagem ? representados no Brasil pelos estudos Geraldi (2002, 2005, 2008 e 2009), Franchi ([1970] 2006), Bezerra e Reinaldo (2013), Brito (1997) e outros estudiosos da linguagem. E no que se refere a Análise Linguística nos amparamos nos estudos Sousa Filho (2017), Travaglia (2010) e Costa – Hubes (2010). Os resultados demonstram que quando temos o texto como ponto de partida e de chegada no processo de ensino-aprendizagem torna-se possível realizar um estudo/ensino da língua portuguesa mais significativo para os alunos, já que ao partimos do texto, temos condições de trabalhar a língua(gem) de forma reflexiva e mais criativa. E mostram também que o trabalho com a Análise Linguística proporciona ao professor e ao aluno a oportunidade de refletir sobre a língua(gem) e, com isso, condições de melhorar o uso e o saber sobre a língua.

 

 

Referências

ARAÚJO, Maria Dolores Martins de, SOUSA FILHO, Sinval Martins de, LIMA, Lucielena Mendonça de. Espelho, espelho meu: concepções de linguagem e ensino de gramática/análise linguística no ensino médio. Revista PERcursos Linguísticos. Vitória (ES), v. 8 n. 18, 2018. Disponível em: < http://periodicos.ufes.br/percursos/article/view/19217> Acesso em: 27 nov. 2019.
BAKTHIN, Mikhail. Estética da criação verbal. São Paulo, Martins Fontes, 2015. Tradução?
______. Marxismo e Filosofia da Linguagem. São Paulo, Hucitec, 2017.
______. Questões de estilística no ensino da língua. São Paulo, SP: Editora 34, 2013.
BEIERSDORFF, Luciani Wienke. A base nacional comum curricular e a língua portuguesa: habilidades e competências. In: RIBEIRO, Kelli da Rosa; NASCIMENTO Silvana Schwab do (Orgs). Base nacional comum curricular (BNCC): língua portuguesa (e) m debate. Editora da Furg. Rio Grande do Sul, 2018.
BEZERRA, Maria Auxiliadora e REINALDO, Maria Augusta. Análise Linguística: afinal, a que se refere? São Paulo: Cortez, 2013.
BRASIL. Ministério da Educação. Base nacional comum curricular. Brasília, DF: MEC, 2018. Disponível em< http://basenacionalcomum.mec.gov.br/ > Acesso em: 10 dez. 2019.
______. Parâmetros curriculares nacionais: Ensino Médio: Linguagens, códigos e suas tecnologias/Ministério da Educação. Brasília, DF: MEC, 2000. Disponível em< http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/14_24.pdf > Acesso em: 10 dez. 2019.
______. Orientações Educacionais Complementares aos Parâmetros Curriculares Nacionais: Linguagens, códigos e suas tecnologias. Brasília, DF: MEC, 2006. Disponível em<http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/linguagens02.pdf> Acesso em: 10 dez. 2019.
BRITTO, Luiz Percival Leme. A sombra do caos: ensino de língua x tradição gramatical. Tese. Unicamp: CAMPINAS/SP, 1997. Disponível em< http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/270819 > Acesso em: 10 jun. 2019.
CERUTTI-RIZZATTI, Mary Elizabeth. Os gêneros do discurso na sala de aula. In: ENCONTRO DO NÚCLEO DE ESTUDOS EM LINGUÍSTICA APLICADA,1,2010, Florianópolis. Palestra.
COSTA-HÜBES, Terezinha da conceição. Uma tentativa de Análise Linguística de um texto do gênero “relato histórico”. Linguagem em (Dis)curso, Palhoça, SC,v.10,n,p.181-205, jan./ab.2010. Disponível em: < http://www.scielo.br/pdf/ld/v10n1/v10n1a09.pdf> Acesso em: 27 nov. 2019.
CRESWELL, J. W. Procedimentos qualitativos. In: CRESWELL, J. W. Projeto de pesquisa: métodos qualitativos, quantitativos e mistos. Porto Alegre: Artmed/Bookman, 2007.
DEZIN, N; LINCOLN, Y. O planejamento da Pesquisa Qualitativa: teorias e abordagens. Tradução de S.R. Netz. Porto Alegre: Artmed, 2006.
DODANE, Christelle, 2015, Reflexões metodológicas sobre a análise de dados longitudinais: prosódia e primeira sintaxe. In: PARREIRA, Maria Cristina; CAVALARI, Suzi Marques Spatti; ABREU-TARDELLI, Lília; NANDIN, Odair Luiz; COSTA, Daniel Soares da. (Orgs). Pesquisas em linguística no século XXI: perspectivas e desafios teóricos-metodológicos. Cultura Acadêmica, 2015.
FRANCHI, C., Mas o que é mesmo “gramática”? In: POSSENTI, S. (Org.). Mas o que é mesmo “gramática”? São Paulo: Parábola, 2006.
FURTADO BAÚ, Maria de Fátima. Ensino da língua portuguesa no Ensino Médio por meio da pedagogia de projetos: Projeto Minha Autoria. Dissertação de mestrado. Goiânia: UFG, 2015. Disponível em: < https://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/4938> Acesso em: 27 nov. 2019.
GEDOZ, Sueli, A análise linguística na sala de aula e suas articulações com as práticas de produção e reescrita textual. Disponível em: < http://www.ileel.ufu.br/anaisdosielp/wp-content/uploads/2014/11/242.pdf> Acesso em: 24 jan. 2020.
GERALDI, W. Portos de passagem. 4. Ed. São Paulo: Martins Fontes, 2002.
______Linguagem e ensino: exercícios de militância e divulgação. Editora: Mercado das letras. Campinas, SP, 2009.
______O texto na sala de Aula: editora Ática: SP, 2008
______A linguagem em Paulo Freire. In Educação, Sociedade e Cultura, nº 23, 2005, 7-20. Disponível em < https://www.fpce.up.pt/ciie/revistaesc/ESC23/23-Joao_Geraldi.pdf >. Acesso em: 21 mar. 2014.
LÜDKE, M.; ANDRE, M, E, D, A. Pesquisa em educação: abordagens qualitativas. São Paulo, SP: EPU, 1986.
MARCUSCHI, Luiz Antônio. Análise da Conversação. São Paulo: Ática, 2003.
MIGUEL, Salim. Nós. Florianópolis Santa Catarina: Editora UFSC,2018.
PENTEADO, H. D. GARRIDO, E. Pesquisa-ação: a comunicação escolar na formação do professor. São Paulo: Paulinas, 2010.
PEREIRA, Rodrigo Acosta. A prática de análise linguística nas aulas de língua Portuguesa: por uma ancoragem dialógica. RevLet – Revista Virtual de Letras, v. 10, nº 01, jan/jul, 2018. Disponível em: < http://www.revlet.com.br/artigos/460.pdf > Acesso em: 24 jan. 2020.
POLATO, Adriana Delmira Mendes; MENEGASSI, Renilson José. Refratar e refletir: relações sociais e língua em práticas de análise linguística. In: FERNANDES, Eliane Marquez da Fonseca (Org). Gêneros do discurso: refletir e refratar com Bakthin. Campinas, SP: Pontes Editores, 2017.
SANDIN ESTEBAN, M.P. Pesquisa qualitativa em educação: fundamentos e tradições. Porto alegre: Artmed, 2010.
SCORSOLINI COMIN, Fabio. Diálogo e dialogismo em Mikhail Bakhtin e Paulo Freire: contribuições para a educação a distância: Educ. ver. Vol. 30 nº 3 Belo horizonte ju/sep.2014.< http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0102-46982014000300011&script=sci_arttext >. Acesso em: 14 dez. 2014.
SOUSA FILHO, S. M. A prática de análise linguística na aula de português. In: Eleone Ferraz de Assis. (Org.). Caminhos para a educação linguística. Campinas - SP: Pontes Editora, 2017.
TRAVAGLIA, Luiz Carlos. Que análise linguística operacionalizar no ensino de Língua Portuguesa? Artigo 12 In TAGLIANI, Dulce; SILVA, Elaine Nogueira da; OLIONI, Raymundo da Costa e FEIJÓ, Rodrigo Nunes (org.) Anais do II Seminário Nacional sobre Linguística e Ensino de Língua Portuguesa – O ensino de Língua Portuguesa no séc. XXI: desafios e possibilidades, Rio Grande, RS: FURG, 2010. Disponível em: < http://www.ileel.ufu.br/travaglia/sistema/uploads/arquivos/artigo_que_analise_linguistica_operacionalizar.pdf > Acesso em: 24 jan. 2020.

Downloads

Publicado

2020-11-08

Como Citar

FURTADO BAÚ, M. de F. ANÁLISE LINGUÍSTICA NO ENSINO MÉDIO: Ensino dialógico da língua portuguesa. Revista Virtual Lingu@ Nostr@, [S. l.], v. 7, n. 1, p. 349 - 373, 2020. Disponível em: https://linguanostra.net/index.php/Linguanostra/article/view/137. Acesso em: 29 nov. 2020.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

Obs .: Este plugin requer que pelo menos um plugin de estatísticas / relatório esteja ativado. Se seus plugins de estatísticas fornecerem mais de uma métrica, selecione também uma métrica principal na página de configurações do site do administrador e / ou nas páginas de configurações do gerente da revista.