REFLEXÕES SOBRE O ENSINO/APRENDIZAGEM DE LÍNGUA PORTUGUESA NOS CURSOS DE LETRAS

implicações na educação básica

Autores

  • Francisco Fábio Pinheiro de Vasconcelos Vasconcelos Universidade Estadual de Feira de Santana

Palavras-chave:

: Ensino de Língua Portuguesa; Leitura; Letramento Literário; Produção de texto.

Resumo

Este artigo propõe uma reflexão sobre a formação do Professor de Língua Portuguesa nas Universidades e como determinadas concepções de ensino já obsoletas acabam por inpactar negativamente nas práticas docentes no ensino de leitura, literatura e produção textual no ensino básico. Um dos problemas levantados nesse artigo é: por que os professores do ensino básico ainda insistem em práticas pedagógicas arcaicas e que não contribuem na formação de leitores, produtores de textos críticos e reflexivos? A (de)formação em sua trajetória universitária é fruto de currículos defasados? Assim, dentre os diversos objetivos a que este artigo se propõe refletir destacam-se: repensar a formação do licenciado de letras; Avaliar a adequação dos currículos desses futuros professores; manter um divorcio entre teoria e prática educativa reverbera na manutenção de práticas pedagógicas que não contribuem para a formação adequada dos estudantes no ensino básico? Para construir este artigo utilizamos como metodologia uma revisão não exaustiva da bibliografia existente acerca dessa temática. Os resultados a que chegamos é que faltam adequações curriculares nos cursos de letras e formação continuada dos professores para que efetivem práticas de leitura, letramento literário e produção textual adequadas às novas realidades da escola contemporânea. Fundamentam essa reflexão os estudos de Antunes (2003), Cosson (2006, 2014), Kleiman (2004), Yunes (2002), Lajolo (2000) Soares (2003) dentre outros.

 

Palavras-chave:  Ensino de Língua Portuguesa; Leitura; Letramento Literário; Produção de texto.

Referências

ANTUNES, Irandé. Aula de Português: encontro e interação. São Paulo: Parábola Editorial, 2003.
BRASIL. Base Nacional Comum Curricular: Educação Infantil e Ensino Fundamental. Brasília: MEC/Secretaria de Educação Básica, 2017.
BRASIL. Boletim de Desempenho Prova Brasil2017, SAEB/INEP. Disponível em http://portal.inep.gov.br/ educação-basica/saeb/resutados, acesso em 07 de julho de 2020.

AZEVEDO, Luciene. “Sonhando com Tempestades”: a leitura literária e o livro didático. IN: Silva, Simone Bueno Borges da; Pereira, Júlio Neves )orgs). Língua Portuguesa e literatura no livro didático: desafios e perspectivas. São Paulo: Pontes Editores, 2018.
CANDIDO, Antonio. O direito à literatura. In: Vários escritos. 3 ed. São Paulo: Duas Cidades, 1995.
COSSON, Rildo. Círculos de Leitura e Letramento Literário. São Paulo: Contexto, 2014.
COSSON, Rildo. Letramento Literário. Teória e prática. São Paulo: Contexto, 2006.
EVANGELISTA, Aracy Alves Martins; BRANDÃO, Heliana M. Brina; MACHADO, Maria Zélia V. (orgs.) Escolarização da leitura literária. 2 ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2003.
FAILLA, Zoara (org.). Retratos da Leitura no Brasil. São Paulo:Imprensa Oficial do Estado de São Paulo/ Instituto Pró-livro, 2012.
JOUVE, Vincent. Por que estudar literatura? São Paulo: Parábola Editorial, 2012.
KLEIMAN, Ângela B. Leitura: Ensino e pesquisa. São Paulo: Pontes, 2004.
LAJOLO, Marisa. Usos e abusos da literatura na escola. Rio de Janeiro: Globo, 2000.
MATA, Anderson da. Biografismo e identidades: a vida do escritor no livro didático. In: SIlVA, Simone B. Borges da; PEREIRA, Júlio Neves (orgs.). Língua Portuguesa e Literatura no livro didático: desafios e perspectivas. Campinas, SP: Pontes Editora, 2018.
MATOS E SILVA, Rosa Virigínia. Tradição gramatical e gramática tradicional. Salvador: EDUFBA, 1996.
OLIVEIRA, Luciano Amaral. 5 coisas que todo professor de português precisa saber. In: Coisas que todo professor de português precisa saber: a teoria na prática. São Paulo: Parábola Editorial, 2010.

PETIT, Michèle. Os jovens e a leitura: uma nova perspectiva. São Paulo: Editora 34, 2009.
POSSENTI, Sírio. Por que (não) ensinar gramática na escola. São Paulo: Mercado de Letras, 1986.
SOARES, Magda. A escolarização da literatura infantil e juvenil. In: Evangelista, Aracy Alves Martins; Brandão, Heliana M. Brina; Machado, Maria Zélia V. (orgs.) Escolarização da leitura literária. 2 ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2003.
YUNES, Eliana (org.) Pensar a literatura: complexidade, Rio de Janeiro: Loyola, 2002.

Downloads

Publicado

2020-12-30

Como Citar

VASCONCELOS, F. F. P. de V. REFLEXÕES SOBRE O ENSINO/APRENDIZAGEM DE LÍNGUA PORTUGUESA NOS CURSOS DE LETRAS: implicações na educação básica. Revista Virtual Lingu@ Nostr@, [S. l.], v. 7, n. 2, p. 178–193, 2020. Disponível em: https://linguanostra.net/index.php/Linguanostra/article/view/190. Acesso em: 19 set. 2021.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

Obs .: Este plugin requer que pelo menos um plugin de estatísticas / relatório esteja ativado. Se seus plugins de estatísticas fornecerem mais de uma métrica, selecione também uma métrica principal na página de configurações do site do administrador e / ou nas páginas de configurações do gerente da revista.