MEUS(MINHAS) FILHOS(AS) JAMAIS SERÃO PRETOS (AS) DE IAIÁ E NEM DE IOIÔ:

Uma breve viagem através da maternidade das mães-pretas quilombolas que me confiaram suas meninas e meninos

Autores

  • Kelly Santos Universidade Federal do Recôncavo da Bahia

Palavras-chave:

mãe preta; criança-preta; quilombola; língua estrangeira

Resumo

RESUMO: Esse texto tem como cerne, o sagrado: a subjetividade da mãe-preta quilombola e seus erês-crianças-filhas(os). Para tanto, essa escrita irá abordar questões em torno da maternidade da mulher negra e do fruto desse ventre que nunca está livre das violências e do cerceamento de existir enquanto criança negre. Por conseguinte, uma vez que irei falar da força do feminino dentro do território quilombola da comunidade do Engenho da Ponte (Cachoeira-Bahia), pretendo fazer um (re)corte entre a relevância da maternagem quilombola e o desejo de ter as potencialidades de suas crianças, sendo vistas e desenvolvidas a partir de ações de um projeto de extensão desenvolvido dentro desse espaço. A fim de tratar da importância de dar lugar a abundância dos corpos pretos de mães e filhas(os), escolhi os nomes de Ângela Figueiredo, Márica Jocilene Nascimento e Nêgo Bispo para me amparar, para marcar a autoria da minha gente preta. E, por fim, como o sagrado e o profano parecem andar juntos, é a experiência de apresentar uma língua estrangeira que ocupará o lugar da heresia nessa breve narrativa. No entanto, para que não prevaleça a heterodoxia de ensinar uma língua-signo colonial, proponho um ensino de língua estrangeira suleado a partir de um giro progressista decolonial, cujas teorias nos implica em propor uma agenda de luta e combate contra o epistemicídio ancestral e uma necropolítica aprovada por todos aqueles que não compreendem aquilombamento como um termo que se opõe a senzalas acadêmicas. PALAVRAS-CHAVE: mãe preta; criança-preta; quilombola; língua estrangeira

Referências

COELHO, N. Literatura Infantil: teoria, análise e didática. São Paulo: Moderna, 2000.

BISPO DOS SANTOS, Antônio. Colonização, quilombos: modos e significados. Brasília, DF: INCTI, 2015.

BORGES, Rosane da Silva. Sueli Carneiro: retratos do Brasil negro. São Paulo, Selo Negro, 2009.

FIGUEIREDO, Ângela. Descolonização do conhecimento no século XXI. In: SANTIAGO, Ana Rita et al. (org.). Descolonização do conhecimento no contexto afro-brasileiro. 2. ed. Cruz das Almas: Ed. UFRB, 2019, p. 75-102.

FREYRE, Gilberto. Casa-Grande & Senzala: formação da família brasileira sob o regime da economia patriarcal. 30 ed. – Rio de Janeiro: Record, 1995.

FOUCAULT, Michel. Vigiar e punir: nascimento da prisão, 24ª ed. Petrópolis: Vozes, 2001.

HOOKS, Bell. Olhares negros: raça e representação. Tradução Stephanie Borges. São Paulo. Elefante, 2018.

HOOKS, Bell. Ensinando a transgredir: a educação como prática de liberdade. Trad. Marcelo Brandão Cipolla. São Paulo: Martins Fontes, 2020.

MIGNOLO, Walter. Desobediência Epistêmica: A opção descolonial e o significado de identidade. In: Política. Cadernos de Letras da UFF – Dossiê: Literatura, língua e identidade, Rio de Janeiro, nº 34, 2008, p. 287-324.

NASCIMENTO, Márcia. Jucilene. Por uma pedagogia crioula: memória, identidade e resistência no quilombo de Conceição das Crioulas-PE (Dissertação de Mestrado). Brasília, DF: Universidade de Brasília, 2017.

SANTA CLARA, Michele; FERREIRA, Aparecida de Jesus. Identidades Sociais De Gênero Com Intersecção De Raça E De Classe No Livro Didático De Língua Inglesa: O Que As Pesquisas Recentes Revelam. UniLetras, v. 39, n. 1, p. 75-89, 2018.

SILVA, A. L. Memória, tradição oral e a afirmação da identidade étnica. Disponível em: http://www.lppuerj.net/olped/documentos/0760.pdf. Acessado em 17 de julho de 2016.

Downloads

Publicado

2021-11-20

Como Citar

SANTOS, K. MEUS(MINHAS) FILHOS(AS) JAMAIS SERÃO PRETOS (AS) DE IAIÁ E NEM DE IOIÔ:: Uma breve viagem através da maternidade das mães-pretas quilombolas que me confiaram suas meninas e meninos. Revista Virtual Lingu@ Nostr@, [S. l.], v. 8, n. 1, p. 179–195, 2021. Disponível em: https://linguanostra.net/index.php/Linguanostra/article/view/215. Acesso em: 27 jan. 2022.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

Obs .: Este plugin requer que pelo menos um plugin de estatísticas / relatório esteja ativado. Se seus plugins de estatísticas fornecerem mais de uma métrica, selecione também uma métrica principal na página de configurações do site do administrador e / ou nas páginas de configurações do gerente da revista.