A (DES)CONSTRUÇÃO DA INFÂNCIA E O RACISMO NO CONTO “NEGRINHA”, DE MONTEIRO LOBATO

https://doi.org/10.29327/232521.8.2-2

Autores

  • Izandra Alves Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul, campus Feliz
  • Andressa Castilho Kaspary IFRSCampus Feliz
  • Sílvia Letícia dos Santos IFRS Campus Feliz.

Palavras-chave:

Monteiro Lobato Literatura Infância Racismo

Resumo

O presente trabalho tem como tema principal o racismo e o maltrato à infância, evidenciados no conto Negrinha, de Monteiro Lobato, publicado em 1920. Pretende-se trazer à baila a discussão acerca da construção da infância ao longo do tempo e de como sempre foi negligenciado esse direito aos negros, evidente no conto de Lobato. A infância de Negrinha é, também, a infância de muitas crianças brasileiras de ontem e de hoje que sentem na carne o preconceito racial e a discriminação que as afetam e atingem dia a dia nas favelas e ruas dos grandes centros brasileiros e no mais longínquo rincão desse grande país. A mentalidade escravocrata da elite brasileira é representada pela personagem dona Inácia, que se recusa em aceitar a condição de ex-dona de escravos. Ela é o retrato da crueldade de uma sociedade hipócrita, que mesmo após 30 anos da Lei Áurea, ainda possuía hábitos escravagistas por se considerar superior em função da cor de sua pele ou de suas condições sociais. Discute-se, neste texto, então, que a situação presenciada no conto é descortinada na atualidade, por vezes, de forma mascarada. A sociedade brasileira, apesar de julgar-se moderna, permanece sendo discriminatória, preconceituosa e racista, especialmente no que se referre ao trato com a infância negra. Para fortalecer esse debate, então, valemo-nos de pesquisas acerca da construção da infância ao longo do tempo e de teóricos estudiosos de Lobato que dialogam com escritores da modernidade a fim de discutir as questões de racismo que estão na vitrine, na atualidade.

Biografia do Autor

Izandra Alves, Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul, campus Feliz

Professora doutora do Curso de Licenciatura em Letras do Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul campus Feliz/RS

Andressa Castilho Kaspary, IFRSCampus Feliz

Licencianda do curso de Letras Português e Inglês no IFRSCampus Feliz

Sílvia Letícia dos Santos, IFRS Campus Feliz.

Licencianda do curso de Letras Português e Inglês no IFRS Campus Feliz.

Referências

BORGES, Rosane. Mortes de crianças negras e apartheid balístico. Istoé. 18/12/20. Disponível em: https://istoe.com.br/mortes-de-criancas-negras-e-apartheid-balistico/. Acesso em: 18/12/20.

BOSI, Alfredo. História concisa da Literatura Brasileira. 43 ed. São Paulo: Cultrix, 2006.

DOURADO. Ana Cristina Dubeux. Edição Especial História da infância e direitos da criança. 2009.

LOBATO, Monteiro. Negrinha Conto. Biblioteca Azul. Editora Globo, São Paulo, 2012.

DIAS, Mauricio. Monteiro Lobato, racista empedernido. Geledes,2013. Disponível em

< https://www.geledes.org.br/monteiro-lobato-racista-empedernido/>. Acesso em: 17 de nov. de 2020.

RIBEIRO, Djamila. O teu discurso não nega, racista. Carta Capital, 2017. Disponível em<https://www.cartacapital.com.br/sociedade/o-teu-discurso-nao-nega-racista/>. Acesso em: 17 de nov. de 2020.

HISTÓRIA DOS DIREITOS DAS CRIANÇAS. Unicef. Disponível em: <https://www.unicef.org/brazil/historia-dos-direitos-da-crianca>. Acesso em: 02/12/20.

É PRECISO PROTEGER AS CRIANÇAS CONTRA O TRABALHO INFANTIL.Unicef, 05/07/2019. Disponível em: <https://www.unicef.org/brazil/comunicados-de-imprensa/eh-preciso-proteger-criancas-contra-o-trabalho-infantil>. Acesso em: 15/12/20.

NOGUEIRA, Paulo. MONTEIRO LOBATO NÃO FAZ O LEITOR SE TORNAR RACISTA. Estado de Minas. 19/12/2019.Disponível em:https://www.em.com.br/app/noticia/pensar/2019/10/11/interna_pensar,1091822/monteiro-lobato-nao-faz-o-leitor-se-tornar-racista.shtml. Acesso em: 16/12/2020.

Downloads

Publicado

2022-04-20

Como Citar

ALVES, I.; CASTILHO KASPARY, A. .; SÍLVIA LETÍCIA DOS SANTOS. A (DES)CONSTRUÇÃO DA INFÂNCIA E O RACISMO NO CONTO “NEGRINHA”, DE MONTEIRO LOBATO: https://doi.org/10.29327/232521.8.2-2. Revista Virtual Lingu@ Nostr@, [S. l.], v. 8, n. 2, p. 4–19, 2022. Disponível em: https://linguanostra.net/index.php/Linguanostra/article/view/216. Acesso em: 23 maio. 2022.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

Obs .: Este plugin requer que pelo menos um plugin de estatísticas / relatório esteja ativado. Se seus plugins de estatísticas fornecerem mais de uma métrica, selecione também uma métrica principal na página de configurações do site do administrador e / ou nas páginas de configurações do gerente da revista.