FLUÊNCIA EM LEITURA ORAL COMO AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA DE LEITURA DE ESTUDANTES DO 6º ANO

DOI: https://doi.org/10.29327/232521.9.1-25

Autores

  • Alessandra Pereira Gomes Machado Universidade Federal de Sergipe
  • Gislane Evangelista dos Santos Universidade Federal de Sergipe

Palavras-chave:

Diagnóstico de leitura; Fluência em leitura oral; Leitura em voz alta; Perfil de leitor.

Resumo

Este estudo apresenta resultados da avaliação diagnóstica de leitura de estudantes do 6º ano do ensino fundamental do Colégio de Aplicação da Universidade Federal de Sergipe (CODAP-UFS). A pesquisa está baseada no arcabouço teórico do modelo de leitura estabelecido por Machado (2018), o qual concebe a leitura no processamento da automaticidade na decodificação da palavra escrita, da compreensão leitora e do monitoramento da compreensão. O objetivo foi realizar a avaliação diagnóstica da leitura por meio de um teste de fluência em leitura oral, identificar o perfil leitor e contribuir para os estudos de avaliação de leitura. Seguimos o método Curriculum-Based Measurement (DENO, 2003), o qual propõe analisar processos de leitura em um minuto de leitura em voz alta. A coleta de leitura ocorreu por meio do teste de fluência em leitura oral que consiste na gravação da leitura em voz alta do participante em um ambiente reservado e de modo individual (MACHADO, 2018). Participaram da pesquisa 55 estudantes e foram identificados três perfis de leitor. O padrão de comportamento de leitura demonstra que, apesar de estar nos anos finais do ensino fundamental, ainda há leitores que não têm automaticidade na decodificação. Os resultados mostram que o teste de fluência em leitura oral possibilita avaliar a automaticidade na decodificação e fornece dados que dão pistas sobre a compreensão da a leitura do texto.

Biografia do Autor

Alessandra Pereira Gomes Machado, Universidade Federal de Sergipe

Universidade Federal de Sergipe, Brasil

Referências

BRASIL. Base Nacional Comum Curricular. Brasília: MEC/Secretaria de Educação Básica, 2018.

COLTHEART, Max. Modelando a leitura: a abordagem da dupla rota. In: SNOWLING, Margaret J.; HULME, Charles (Org.). A ciência da leitura. Porto Alegre: Penso, 2013. p. 24-41.

DEHAENE, Stanislas. Os neurônios da leitura. Porto Alegre: Penso, 2012.

DEHAENE, Stanislas. A aprendizagem da leitura modifica as redes corticais da visão e da linguagem verbal. Letras de Hoje: Porto Alegre, v. 48, n. 1, p. 148-152, jan./mar. 2013.

DENO, Stanley L. Developments in curriculum-based measurement. The Journal of Special Education, n. 3, vol. 37, p. 184–192, 2003.

FLÔRES, Onici Claro. Leitura e consciência linguística. Letras de Hoje, v. 53, n. 1, p. 149-157, 2018.

GORSKI, Edair M.; FREITAG, Raquel Meister Ko. Língua materna e ensino: alguns pressupostos para a prática pedagógica. In: SILVA, Camilo Rosa (Org.). Ensino de português: demandas teóricas e práticas. João Pessoa: Ideia, 2007. p. 91-125.

KINTSCH, Walter; RAWSON, Katherine A. Compreensão. In: SNOWLING, Margaret J.; HULME, Charles (Org.). A ciência da leitura. Porto Alegre: Penso, 2013. p. 227-244.

MACHADO, Alessandra Pereira Gomes. Fluência em leitura oral e compreensão em leitura: automaticidade na decodificação para a compreensão leitora. 2018. 209 f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, 2018.

MACHADO, Alessandra Pereira Gomes; FREITAG, Raquel Meister Ko. Pistas dos processos de decodificação que levam à compreensão da leitura. Letras de hoje, v. 54, n. 2, p. 132-145, 2019.

MACHADO, Alessandra Pereira Gomes; SANTOS, Isabel Maria; CRUZ, Daiane Santos. Diagnóstico de leitura de estudantes: interfaces entre automaticidade e compreensão leitora. Revista Ponto de Vista, v. 8, n. 1, p. 47-61, 2019.

MORAIS, José; LEITE, Isabel; KOLINSKY, Régine. Entre a pré-leitura e a leitura hábil: Condições e patamares da aprendizagem. Alfabetização no século XXI: Como se aprende a ler e a escrever, 2013. p. 17-48.

PERFETTI, Charles A.; LANDI, Nicole; OAKHILL, Jane. A aquisição da habilidade de compreensão da leitura. In: SNOWLING, Margaret J.; HULME, Charles (Org.). A ciência da leitura. Porto Alegre: Penso Editora, 2013. p. 245-265.

RASINSKY, Timothy. Creating fluente readers. Educational Leadership, v. 61, n. 6, p. 46-51, 2004.

RAYNER, Keith; JUHASZ, Barbara J.; POLLATSEK, Alexander. Movimentos oculares durante a leitura. In.: SNOWLING, Margaret J.; HULME, Charles (Org.). A ciência da leitura. Porto Alegre: Penso Editora, 2013. p. 97-116.

RODRIGUES, Rosicler Martins. Lembranças do passado. In.: CÓCCO, Maria Fernandes; HAILER, Marco Antonio. Alp, 6: análise, linguagem e pensamento: a diversidade de textos numa proposta socioconstrutivista. São Paulo: FTD, 1994. p. 90.

Downloads

Publicado

2022-12-19

Como Citar

PEREIRA GOMES MACHADO, A.; EVANGELISTA DOS SANTOS, G. FLUÊNCIA EM LEITURA ORAL COMO AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA DE LEITURA DE ESTUDANTES DO 6º ANO: DOI: https://doi.org/10.29327/232521.9.1-25. Revista Virtual Lingu@ Nostr@, [S. l.], v. 10, n. 2, p. 148–163, 2022. Disponível em: https://linguanostra.net/index.php/Linguanostra/article/view/275. Acesso em: 2 fev. 2023.

Edição

Seção

Artigos - Volume 10 - 2ª Edição

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

Obs .: Este plugin requer que pelo menos um plugin de estatísticas / relatório esteja ativado. Se seus plugins de estatísticas fornecerem mais de uma métrica, selecione também uma métrica principal na página de configurações do site do administrador e / ou nas páginas de configurações do gerente da revista.