Uma análise discursivo-funcional dos processos referenciais encapsuladores em artigos de opinião

Autores

  • Laurenci Barros Esteves Universidade Federal do Ceará – UFC
  • Patrícia Sousa Almeida de Macêdo Universidade Federal do Ceará – UFC

Palavras-chave:

Referenciação, Processos referenciais encapsuladores, Multifuncionalidade

Resumo

Este artigo corresponde a um recorte de nossa pesquisa de mestrado, intitulada “As funções discursivas dos processos referenciais encapsuladores em artigos de opinião”. A partir desse recorte, propomos, aqui, uma reflexão crítica sobre os processos referenciais encapsuladores, bem como investigar de que modo esses processos são empregados como recursos coesivos multifuncionais associados à construção de textos pertencentes ao gênero artigo de opinião. Para tanto, baseamo-nos nos estudos da referenciação proposta por e Mondada Dubois (2003). A partir de uma abordagem sociocognitiva-discursiva, caracterizamos os tratamentos dados por Francis (2003), Conte (2003) e Consten, Knees e Schwarz-Friesel (2007) aos processos referenciais encapsuladores e apontamos as principais lacunas desses trabalhos, os quais também se norteiam por critérios formais para estabelecer o que são esses processos, quais as suas funções e os seus limites no texto. Assim, expomos como os processos referenciais encapsuladores não apenas condensam uma porção cotextual, mas também garantem o fluxo informacional, estruturam o texto e contribuem diretamente para a elaboração da argumentação, numa perspectiva que transcende uma abordagem formal para a referenciação.

Biografia do Autor

Laurenci Barros Esteves, Universidade Federal do Ceará – UFC

Mestrando do Programa de Pós-graduação em Linguística da Universidade Federal do Ceará – UFC sob a orientação da Profª Drª Mônica Magalhães Cavalcante, membro do PROTEXTO – Grupo de Pesquisa em Linguística da UFC e bolsista de mestrado do CNPq-Brasil

Patrícia Sousa Almeida de Macêdo, Universidade Federal do Ceará – UFC

Mestra em Linguística pela Universidade Federal do Pará, doutoranda em Linguística do Programa de Pós-graduação em Linguística da Universidade Federal do Ceará – UFC sob a orientação da Profª Drª Mônica Magalhães Cavalcante e professora Assistente da Universidade Federal do Pará

Referências

APOTHÉLOZ, D. Papel e funcionamento da anáfora na dinámica textual. In: CAVALCANTE, M.; Rodrigues, B.; Ciulla, A. (org.). Referenciação. São paulo; Contexto – (Coleção Clássicos da Lingüística), 2003, p.53-84. BERRENDONNER, A. Note sur la contre-inférence. Cahiers de Linguistique Française, 7: 259-277, 1986.
______. Anaphores confuses et objets indiscrets. In: SCHNEDECKER et al (ed). L’Anaphore Associative. Paris: Klincksieck. 1994, p. 209-230.
CAVALCANTE, M. M. Referenciação: sobre coisas ditas e não ditas. Fortaleza: Edições UFC, 2011.
______; CUSTÓDIO FILHO, V.; BRITO, M. A. P. Coerência, referenciação e ensino. São Paulo: Cortez Editora, 2014.
CONSTEN, M.; KNEES, M.; SCHWARZ-FRIESEL, M. The function of complex anaphors in texts: evidence from corpus studies and ontological considerations. In: SCHWARZ-FRIESEL, Monika; CONSTEN, Manfred; KNESS, Mareile. Anaphors in text: cognitive, formal and applied approaches to anaphoric reference. Amsterdam/Philadelphia: John Benjamins Publishing Company, 2007.
CONTE, M.-E. Anaphoric encapsulation. In: RODRIGUES, B; CIULLA, A. (orgs.) Referenciação. São Paulo: Contexto – (Coleção Clássicos da Lingüística), 2003. MONDADA, L.; DUBOIS, D. Construção dos objetos de discurso e categorização: uma abordagem dos processos de referenciação. In: CAVALCANTE, Mônica Magalhães; RODRIGUES, Bernardete Biasi; CIULLA, Alena. (Orgs.). Referenciação. Clássicos da Lingüística. v. 1. São Paulo: Contexto, 2003.
ESTEVES, L. B. As funções discursivas dos processos referenciais encapsuladores em artigos de opinião. 2015. 52f. – Projeto de dissertação de Mestrado em Linguística - Universidade Federal do Ceará, Departamento de Letras Vernáculas, Programa de Pós-graduação em Linguística, Fortaleza, CE, 2015.
FRANCIS, G. Labelling discourse: an aspect of nominal-group lexical cohesion. In: Coulthard, M. (ed.). Advances in written text Analn: RODRIGUES, B; CIULLA, A. (orgs.) Referenciação. São Paulo: Contexto – (Coleção Clássicos da Lingüística), 2003.
HALLIDAY, M.A.K.; HASAN, R. Cohesion in English. London: Longman, 1976.
KOCH, I. G. V. Linguagem e cognição: a construção e reconstrução de objetos-de-discurso. In: Veredas- Revista de Estudos Linguísticos, Juiz de Fora, v. 6, n. 1, p. 29-42, 2004. SILVA, F.. O. Formas e funções das introduções referenciais. 2013. 127f. – Tese (Doutorado) – Universidade Federal do Ceará, Departamento de Letras Vernáculas, Programa de Pós-graduação em Linguística, Fortaleza (CE), 2013. SOUSA, M. A. S. S.; LIMA, S. M. C. Operação sanguessuga, operação castelo de areia e operação sexto mandamento: meras designações ou verdadeiras caixas de pandora? In: Veredas- Revista de Estudos Linguísticos, Juiz de Fora, v. 19, n. 2, p. 344-356, 2015.

Downloads

Publicado

2019-07-05

Como Citar

LAURENCI BARROS ESTEVES; PATRÍCIA SOUSA ALMEIDA DE MACÊDO. Uma análise discursivo-funcional dos processos referenciais encapsuladores em artigos de opinião. Revista Virtual Lingu@ Nostr@, [S. l.], v. 3, n. 2, p. 14–35, 2019. Disponível em: https://linguanostra.net/index.php/Linguanostra/article/view/58. Acesso em: 10 ago. 2022.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

Obs .: Este plugin requer que pelo menos um plugin de estatísticas / relatório esteja ativado. Se seus plugins de estatísticas fornecerem mais de uma métrica, selecione também uma métrica principal na página de configurações do site do administrador e / ou nas páginas de configurações do gerente da revista.